A mostra faz parte da programação do 26º Festival de Cinema de Vitória, que acontece entre os dias 24 e 29 de Setembro no Centro Cultural Sesc Glória

Em sua 9ª edição, a Mostra Quatro Estações potencializa a discussão sobre diversidade sexual e múltiplas identidades sexuais durante o 26º Festival de Cinema de Vitória. Neste ano a mostra irá exibir seis filmes, que representam distintas realidades dentro do Universo LGBTQI+.

A comissão de seleção da mostra é composta por um time de quatro profissionais com os mais variados backgrounds nos campos do cinema e audiovisual: Flavia Candida, curadora, cineasta e produtora; Erly Vieira Jr, cineasta, escritor, pesquisador na área audiovisual e professor da Ufes; Ursula Dart, realizadora, produtora, diretora e fotógrafa de filmes; e Waldir Segundo, Programador do Cine Metrópolis e pesquisador de cinema.

Segundo a comissão, os filmes que compõem esta edição mostram a nova liberdade que os realizadores adquiriram nesses novos tempos. “São filmes mais íntimos e pessoais, repletos de olhares e jogos táteis, distanciando-se do melodrama e dos rótulos fáceis, atendendo às especificidades de cada uma das letras que compõem a sigla”, contam os curadores.

Reforma, de Fábio Leal, narra uma história de busca por superar a insatisfação com o próprio corpo, aceitar e entender como o primeiro passo para se libertar. Vigia, de João Victor Borges, carrega uma história de opostos: com um deles consegue erguer a difícil vida de um homem negro e periférico e com o outro tenta segurar a energia transgressora de uma “poc” afeminada.

Superpoderosa Mathilda, de João Giry, retrata a drag capixaba abrindo seu coração sobre a arte do transformismo em um momento bem íntimo, à medida que partilha conosco a diária remodelagem do próprio corpo drag. Selma Depois da Chuva, da diretora Loli Menezes, tem uma protagonista que precisa criar um novo vínculo com sua mãe que agora requer seus cuidados à medida que avançam os efeitos do Alzheimer – conferindo novas reflexões às relações familiares envolvendo pessoas trans. 

Peixe, de Yasmin Guimarães, mostra a verdadeira força da mulher sapatona, especialmente na catarse de seu canto final. Tea for Two, dirigido por Julia Katherine, fala de amor e sororidade, aproximando uma mulher trans e uma lésbica, e nos lembrando o quão próximas são (ou pelo menos deveriam ser) as letras da sigla.

“As vidas LGBTQI+ jamais cabem nos limites de qualquer caixinha, elas sempre transbordam, nos levam além. E, respeitando as diferenças entre nós, podemos ir muito além, podemos também ser superpoderosos”, conclui a curadoria.

A 9ª Mostra Quatro Estações faz parte da programação do 26º Festival de Cinema de Vitória, que acontece entre os dias 24 e 29 de Setembro no Centro Cultural Sesc Glória, Hotel Senac Ilha do Boi e Cine Metrópolis. A programação do Festival também conta com outras 11 mostras competitivas (confira a lista completa dos selecionados no site), além de atrações musicais, oficinas, painéis, debates e sessões especiais.

O 26º Festival de Cinema de Vitória tem o patrocínio do Ministério da Cidadania, através da Lei de Incentivo à Cultura, da ArcelorMittal, do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA e da Ancine com o apoio da Rede Gazeta, da Prefeitura Municipal de Vitória e da Secretaria de Estado de Turismo (Setur-ES). O Festival conta também com o apoio institucional do Centro Técnico do Audiovisual – CTAv, da Mistika, da CiaRio, da Link Digital, do Centro Cultural Sesc Glória, da Jangada VOD, do Canal Brasil e da Carla Buaiz Jóias. A realização é da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte.

Serviço:
9ª Mostra Quatro Estações
Data: 29 de Setembro
Local: Teatro Glória (Centro Cultural Sesc Glória)  
Entrada franca 

Conheça os filmes selecionados:

– SELMA DEPOIS DA CHUVA (Loli Menezes, FIC, SC)

SELMA DEPOIS DA CHUVA (Loli Menezes, FIC, SC)
SELMA DEPOIS DA CHUVA (Loli Menezes, FIC, SC)

Selma é uma mulher trans que construiu sua vida afastada da família. Um dia ela recebe um chamado para ir ao encontro de sua mãe idosa, que sofre de Alzheimer e precisa de tratamento. Nesse encontro, perdidas entre memórias confusas, as duas mulheres lembram dores e desejos esquecidos, e revisitam culpas e afetos perdidos.

– VIGIA (João Victor Borges, FIC, RJ)

VIGIA (João Victor Borges, FIC, RJ)
VIGIA (João Victor Borges, FIC, RJ)

Num grande supermercado, Magno vigia meninos de mochila nos corredores, enquanto a madrugada se arrasta lentamente para Bismarck, o caixa.

– TEA FOR TWO (Julia Katharine, FIC, SP)

TEA FOR TWO (Julia Katharine, FIC, SP)
TEA FOR TWO (Julia Katharine, FIC, SP)

Silvia é uma cineasta de meia idade em crise com sua vida. Na mesma noite em que é surpreendida pela visita da ex-esposa, que a largou há alguns anos, conhece uma outra mulher que a fascina.

– SUPERPODEROSA MATHILDA (João Giry, DOC, ES)

SUPERPODEROSA MATHILDA (João Giry, DOC, ES)
SUPERPODEROSA MATHILDA (João Giry, DOC, ES)

O artista Wallace Breciani mostra alguns dos momentos importantes no processo de criação de sua obra. Enquanto cria sua personagem, Mathilda, ele compartilha motivos pessoais que o levou a abraçar a arte de se montar e como isso se tornou parte de sua identidade.

– REFORMA (Fábio Leal, FIC, PE)

REFORMA (Fábio Leal, FIC, PE)
REFORMA (Fábio Leal, FIC, PE)

Francisco está insatisfeito com seu corpo.

– PEIXE (Yasmin Guimarães, FIC, MG)

PEIXE (Yasmin Guimarães, FIC, MG)
PEIXE (Yasmin Guimarães, FIC, MG)

Marina é uma jovem mulher que trabalha em Belo Horizonte realizando entregas com a sua bicicleta.