Mostras

23ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas

Uma das mais concorridas janelas desse formato no país, essa é a mais tradicional mostra do Festival de Cinema de Vitória. Os selecionados concorrem em diversas categorias e os premiados como melhor filme pelo Júri Técnico e melhor filme pelo júri popular recebem prêmios em serviços prestados por empresas parceiras do Festival.

20º Festivalzinho de Cinema de Vitória – Sessão ArcelorMittal

Desde 2000, o Festivalzinho de Cinema de Vitória ajuda a formar plateias e a desenvolver a sensibilidade para as artes, muitas vezes promovendo o primeiro contato com o cinema. Ao longo de suas edições, a mostra já contabiliza mais de 160 sessões para um público de 48 mil crianças e adolescentes. A mostra já atendeu 57 escolas e instituições de 52 bairros, em cinco cidades,e serve como importante ferramenta educacional. O Festivalzinho é uma oportunidade para os estudantes terem contato com filmes vindos de diversas partes do Brasil, o que contribui para ampliar o repertório desse público. Assim, a sessão de cinema é um momento de diversão e também um instrumento no processo educativo.

9ª Mostra Competitiva Nacional de Longas

Janela que acompanha o crescimento dos projetos dos realizadores e o que há de mais recente na produção nacional, a Mostra Competitiva Nacional de Longas é uma oportunidade para o público entrar em contato com filmes que por muitas vezes não integram o circuito comercial das salas de cinema. Proporciona aos espectadores um panorama do cinema autoral nacional de longa metragem. A mostra tem compromisso com a valorização do fazer cinematográfico de diversos gêneros e estilos, difundindo, no Espírito Santo, produções de diversas partes do país.

9ª Mostra Quatro Estações

Mostra que tem a diversidade sexual como temática e visa potencializar discursos afirmativos em torno das questões da população LGBTQI+. São selecionadas produções que expressam as múltiplas identidades sexuais existentes, que competem pelo prêmio de melhor filme com avaliação de júri técnico, premiando o vencedor com o Troféu Vitória.

8ª Mostra Foco Capixaba

Na opinião de críticos e especialistas da área do audiovisual, o cinema do Espírito Santo se destaca mais a cada ano e se apresenta atualmente como um dos mais diversos e interessantes do país. A Mostra Foco Capixaba visa incentivar e valorizar a produção audiovisual do Espírito Santo, sendo janela exclusiva para produções desenvolvidas por realizadores locais tendo como pano de fundo a paisagem capixaba. Dessa forma, a mostra oportuniza o contato do público com curtas que abordam de forma direta e não-convencional os discursos particulares dos realizadores capixabas, que movidos por sua força criativa, mostram-se também discursos universais.

8ª Mostra Corsária

Reconhecida janela de exibição dedicada à experimentação de linguagens e estéticas, atraindo estudiosos do audiovisual, a Mostra Corsária exibe uma seleção de filmes que apostam na expansão artística do cinema de curta-metragem. Inspirada no filme “Alma Corsária”, de Carlos Reichenbach (1945-2012), a Mostra exibe filmes que buscam evidenciar as influências do diretor na nova geração de cineastas brasileiros. A Mostra Corsária é de caráter competitivo com avaliação de júri técnico que premia dois filmes, sem ordem de classificação, com o Troféu Vitória.

6ª Mostra Outros Olhares

A Mostra propõe a observação da construção de novos mundos a partir de experiências particulares. Todos os anos esta mostra ganha uma temática diferente, de acordo com o recorte coincidente da safra daquele ano.

4ª Mostra Mulheres no Cinema

Consolidando-se na programação, a Mostra Mulheres no Cinema chega à sua quarta edição no 26º aniversário do Festival de Cinema de Vitória. A mostra, que abre espaço exclusivo para mulheres realizadoras, intenciona dar destaque ao trabalho de mulheres no mercado cinematográfico brasileiro, propiciando o debate sobre questões de gênero e evidenciando discursos de empoderamento e questionamentos sobre a igualdade de direitos no contexto social contemporâneo, através de suas produções.

4ª Mostra Cinema e Negritude

Com foco na importância de disseminar a memória e a cultura afro-brasileiras, o 26º Festival de Cinema de Vitória consolida uma janela exclusiva para filmes que abordam questões do povo negro: a Mostra Cinema e Negritude. São filmes com temática de negritude que proporcionam debates étnico-raciais. A mostra se firma como espaço destinado à representatividade e ao discurso de combate ao racismo.

3ª Mostra Nacional de Videoclipes

Desde as vanguardas dos anos 20 do século passado, cineastas articulam a imagem ao som para criar uma narrativa livre do cânone do teatro e da literatura. Filmes de curta-metragem realizados com narrativa não-linear, montagem fragmentada e acelerada, com planos curtos e misturados, acabaram por dar origem ao videoclipe como conhecemos hoje. Esse gênero audiovisual desenvolveu-se amplamente nas décadas de 80 e 90, retroalimentando o campo de influências artísticas, tornando-se inspiração para cineastas tanto em seus filmes de curta quanto de longa-metragem. A Mostra Nacional de Videoclipes funciona também para promover a fusão entre áreas culturais, atraindo o público da música para o cinema.

2ª Mostra Nacional de Cinema Ambiental

Com 26 anos de história, o Festival de Cinema de Vitória está em constante renovação. A criação de novas mostras que abordam temáticas relevantes no contexto social contemporâneo, como a Mostra Mulheres no Cinema e Mostra Cinema e Negritude, é parte dessa contínua atualização. Considerando a importância de abrir espaço para o debate sobre sustentabilidade e questões ambientais, sobre a coexistência entre pessoas e meio ambiente, em 2018 o Festival trouxe a primeira Mostra Nacional de Cinema Ambiental. Neste ano em sua segunda edição, serão exibidos filmes de curta-metragem nos gêneros animação, documentário e ficção com temática ambiental que concorrerão ao Troféu Vitória de Melhor Filme pelo júri técnico.