Neste ano, o Festival acontece entre os dias 24 e 29 de Setembro, com 12 Mostras Competitivas, atrações musicais de todo o país, lançamentos, painéis e debates

Com mais de 100 horas de programação gratuita, vem aí o Festival de Cinema de Vitória. O tradicional evento de cinema e arte chega à sua 26ª edição com 12 Mostras Competitivas, atrações musicais de todo o país, lançamentos, painéis e debates, todos gratuitos e de livre acesso para a população. Neste ano, o Festival acontece entre os dias 24 e 29 de Setembro.

O Centro da capital será palco para as mostras competitivas, que nesta edição acontecem no Centro Cultural Sesc Glória. Já as oficinas, painéis e debates serão realizadas no Hotel Senac Ilha do Boi, enquanto as sessões do 20º Festivalzinho de Cinema de Vitória – Sessão ArcelorMittal acontecerão no Cine Metrópolis. O Festival irá disponibilizar transporte gratuito para a programação que acontece no Hotel, com saídas do Centro de Vitória e da Ufes.

Há 26 anos movimentando o cinema no Espírito Santo, a Diretora Lucia Caus, comemora a realização de mais uma edição do evento em meio a um momento de muitas mudanças e dificuldades para a cultura no Brasil: “O Festival é resistência. Lutamos para continuar existindo, para continuar sendo janela para centenas de profissionais e estudantes do audiovisual capixaba e nacional. Mesmo com menos recursos, estamos produzindo um Festival cheio de oportunidades e com muito amor. Será inesquecível”.

Dentro da programação, algumas novidades. A mostra ‘Do Outro Lado’, em sua primeira edição, trará filmes do cinema fantástico e de horror, gênero que cresce a cada ano em público e produções realizadas. A Tenda Musical também fica maior, com atrações nacionais e internacionais; dentre as confirmadas, o cantor Johnny Hooker – em formato Pocket Show – e a multi-instrumentista grega Katerina Polemi. Katerina também irá comandar um painel gratuito sobre dramaterapia, sendo um exemplo da conexão do cinema e do Festival com as outras formas de arte.

Recorde de inscrições e diversidade na programação

O 26º Festival de Cinema de Vitória recebeu o maior número de inscrições de sua história. Foram 1162 inscrições, de todos os estados brasileiros. A diversidade de gêneros, estilos e realidades, tanto nos enredos dos filmes quanto dos realizadores, geraram uma lista de selecionados diversa e representativa da produção brasileira de curtas e longas nos últimos dois anos. 

Segundo a comissão de seleção da 9ª Mostra Competitiva Nacional de Longas, composta pelo professor e pesquisador Gilberto Alexandre Sobrinho e pela produtora cultural e jornalista Leila Bourdoukan, os filmes selecionados representam os mais diversos modos de narrar, intervir, observar e fabular a realidade. 

“Filmes de ficção, documentários, experimentais e de animação estão sendo produzidos em todas as regiões do Brasil. Há um mapa da diversidade diretamente ligado aos quadros da produção audiovisual, tanto em relação aos temas quanto às abordagens”, concluem os curadores.

As 12 mostras deste ano têm entrada gratuita e acontecem durante os 6 dias de Festival. Com filmes exibidos durante as tardes e noites da programação, há opções para todos os gostos e disponibilidades. Em breve a programação oficial será divulgada no site do Festival e nas redes sociais.

O 26º Festival de Cinema de Vitória tem o patrocínio do Ministério da Cidadania, através da Lei de Incentivo à Cultura, da ArcelorMittal, do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA e da Ancine com o apoio da Rede Gazeta, da Prefeitura Municipal de Vitória e da Secretaria de Estado de Turismo (Setur-ES). O Festival conta também com o apoio institucional do Centro Técnico do Audiovisual – CTAv, da Mistika, da CiaRio, da Link Digital, do Centro Cultural Sesc Glória, da Jangada VOD, do Canal Brasil e da Carla Buaiz Jóias. A realização é da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte.