Um reencontro, mas alguém precisa partir. Tendo a temporalidade e a urgência como mola propulsora para a narrativa a ficção Parte do que Parte Fica, de Camilla Shinoda, é um dos filmes selecionados para a 24ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas, que faz parte da programação do 27º Festival de Cinema de Vitória, que acontece entre os dias 24 e 29 de novembro, em formato online e gratuito. 

A ideia para o curta-metragem surgiu de uma experiência particular da diretora, mas que ganhou novas cores ao ser adaptada para o audiovisual. “O filme nasce de uma experiência pessoal. Uma história que aconteceu comigo, mas que cresceu muito quando resolveu virar cinema. É muito interessante esse processo de compartilhar uma vivência sua para uma construção coletiva. Como em algum momento, parece que a história desgruda de você e vai virar outra coisa, com autonomia e forma própria, mas no final, você ainda está lá inteirinha”.

Além de basear o roteiro em uma história pessoal, algo que pode ser considerado inesperado, Camila relembra uma passagem curiosa que aconteceu durante as gravações do filme, quando a dupla de protagonistas precisava colar o lambe que traz o nome do curta em um dos muros da cidade que serviu de locação para a obra.  

“Foi o último plano a ser gravado no filme. Nash [Laila, atriz] estava com vôo marcado, tinha que correr para o aeroporto. Era no final da tarde, então a luz caía super rápido. Toda vez que eu gritava o ação, vinha uma ventania que não deixava ela colar o lambe. A equipe resolveu fazer uma barreira de corpos, que na verdade, não impediria o vento de passar, mas que funcionou! Hoje, é um dos planos que mais gosto. Nash chegou em tempo de pegar o vôo!” conta a realizadora. 

Camila disse estar honrada com a seleção para o 27 FCV e afirma que sempre esteve atenta no evento. “Foi uma grande honra! O Festival de Cinema de Vitória sempre esteve em meu radar como um dos festivais que eu tinha vontade de conhecer e agora vou ter a felicidade de participar dele. Penso que mesmo virtualmente, dá pra sentir a energia boa que ele carrega. Estamos todos imensamente felizes”. 

Online

O Festival de Cinema de Vitória é o maior e mais importante evento de cinema do Espírito Santo. Sua 27ª edição se materializa de forma diferente em 2020. Entre os dias 24 e 29 de novembro, o evento será realizado em formato online, com as mostras exibidas na plataforma InnSaei.TV, no Canal de YouTube e nas redes sociais do evento. Os filmes estarão disponíveis para o público por 24 horas, de acordo com a programação, que será divulgada em breve.

O 27º Festival de Cinema de Vitória conta com o Patrocínio do Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura, e do Banestes. Conta com o apoio da Unimed Vitória, da Rede Gazeta, do Canal Brasil, da Stella Artois e da Suzano. Conta também com o apoio institucional do Centro Técnico do Audiovisual (CTAv), da Tower Web, da Dot, da Link Digital, da Mistika, da ABD Capixaba, da Carla Buaiz Jóias, do Findes, do Sesi Cultural e da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo. A realização é da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA).

27º Festival de Cinema de Vitória
24ª MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL DE CURTAS

PARTE DO QUE PARTE FICA (FIC, 20’, DF), Camilla Shinoda

Ele precisa partir. Ela precisa encontrá-lo. Classificação indicativa: 12 anos

27º Festival de Cinema de Vitória
Quando: 24 a 29 de novembro
Local: Plataforma InnSaei.TV, YouTube e nas Redes Sociais do Festival
Gratuito