Homenagens

Gilberto Gil

Gilberto Gil

O Homenageado Nacional do 27º Festival de Cinema de Vitória é o cantor e compositor Gilberto Gil, pela sua contribuição para o cinema e a cultura brasileira. O artista emprestou o seu talento para diversas produções audiovisuais assinadas por nomes como Andrucha Waddington (Eu, Tu, Eles); Walter Lima Jr (Brasil Ano 2000); Rogério Sganzerla (Copacabana Mon Amour); Cacá Diegues (Quilombo e Um Trem Para as Estrelas).

Além de ter sido tema de três documentários em fases distintas da sua carreira: Doces Bárbaros (1976), de Jom Tob Azulay; Tempo Rei (1996), de Andrucha Waddington, Lula Buarque e Breno Silveira; Viva São João! (2001), de Andrucha Waddington.

Como parte da homenagem, o Caderno do Homenageado, uma publicação exclusiva com texto assinado pelo jornalista e escritor Jace Theodoro edição de Lucia Caus, uma escultura inédita criada pelo artista José Carlos Vilar e uma joia exclusiva da Carla Buaiz Jóias, além do Troféu Vitória.

Claudino de Jesus

Claudino de Jesus

O Homenageado Capixaba do 27º Festival de Cinema de Vitória é Claudino de Jesus. Produtor, ator, técnico e diretor nas áreas de audiovisual e artes cênicas, ele é um dos principais personagens da retomada do movimento cineclubista brasileiro no início dos anos 2000, que o levou à presidência do Conselho Nacional de Cineclubes (1981 a 1995 / 2004 a 2010) e à presidência da Federação Internacional de Cineclubes (FICC), cargo exercido por quase dez anos – de 2010 a 2019.

Além da trajetória múltipla no mundo das artes, Claudino também é médico, gestor público, professor universitário e ambientalista. O que une essas diferentes áreas de atuação em sua biografia é o seu engajamento nas causas coletivas, na defesa da democracia e da diversidade.

Como parte da homenagem, o Caderno do Homenageado, uma publicação exclusiva assinada pelo jornalista Paulo Gois Bastos, uma escultura inédita criada pelo artista José Carlos Vilar e uma joia exclusiva da Carla Buaiz Jóias, além do Troféu Vitória.