A amizade entre Juzé, um menino surdo que é a única pessoa a escutar o canto em frequência específica de uma baleia no mar, é o enredo que conduz o curta-metragem de animação de Cláudio Martins e Raquel Garcia. Selecionado para o 24º Festivalzinho de Cinema de Vitória, será exibido nas sessões para alunos de sete escolas da capital capixaba, entre 24 e 28 de junho, no Cine Metrópolis (Ufes). 

O evento faz parte da programação do 31º Festival Cinema de Vitória, que acontece de 20 a 25 de julho, e com o patrocínio master do Instituto Cultural Vale e da Petrobras através da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura, e com o patrocínio da ArcelorMittal através da Lei de Incentivo à Cultura Capixaba, Secretaria da Cultura do Espírito Santo.

“A ideia surgiu quando um dia vi um documentário sobre uma rara baleia que canta para procurar um par, mas ninguém a escutava, por ela cantar em uma frequência separada. Então achei mágico, que se a única pessoa no mundo que escutasse fosse uma criança surda, que escutaria na mesma frequência”, conta o roteirista Cláudio Martins.

Para incrementar o personagem principal, Cláudio conta que ele e a diretora Raquel Garcia convidaram alguém que tivesse conhecimento do assunto surdez. “O processo de produção foi incrível e muito educador para mim. Convidei um artista, professor e ator, o Cleyton Santos, para nos guiar no processo, pois ele por ser surdo nos ajudou muito nas posições corretas, nos trejeitos e como seria o Juzé”, explica o roteirista.

Tendo essa premissa de apresentar um menino surdo no filme, Cláudio Martins enaltece a força do Festival de Cinema de Vitória, pela difusão do audiovisual desde a infância e adolescência dos capixabas. “O alcance de um público infanto-juvenil é primordial para fomentação e elucidação cultural. Com essa excelente curadoria realizada pelo festival, existe a promessa de termos um conteúdo de altíssimo nível e entretenimento”.

As crianças e adolescentes que vão assistir os filmes do 24º Festivalzinho de Cinema de Vitória, serão os responsáveis por escolher o melhor curta. “Acho que são ótimos jurados. É um público sem filtros técnicos ou análises muito diversas. O público infanto-juvenil tem uma sinceridade grande e essências nas suas escolhas, pois são feitas com coração”, acredita Cláudio Martins.

Cláudio revela que a equipe que produziu o curta, está empolgada com a oportunidade de ter Juzé exibido na tela em Vitória. “Nossa, foi uma surpresa! Realmente não esperávamos e foi uma honra para nós e para toda a equipe. Um reconhecimento e tanto e uma validação de um trabalho tão meticuloso, carinhoso que tivemos com a obra”.

O 24º Festivalzinho de Cinema de Vitória faz parte da programação do 31º Festival de Cinema de Vitória que conta com o patrocínio master do Instituto Cultural Vale e Petrobras, através da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura. Conta também com o patrocínio da ArcelorMittal através da Lei de Incentivo à Cultura Capixaba, Secretaria da Cultura do Espírito Santo. Conta com a parceria do Sesc Glória. Tem apoio da Rede Gazeta, do Canal Brasil, do Canal Like e da Carla Buaiz Jóias, da TVE Espírito Santo e do Canal Like. A realização é da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA).

SERVIÇO 
24º FESTIVALZINHO DE CINEMA DE VITÓRIA 
Quando: de 24  a 28 de junho
Horário: 09 e 14 horas
Local: Cine Metrópolis (Ufes)
Sessões exclusivas para alunos das escolas públicas
Compartilhe: