A programação de debates sobre cinema do 24º Festival de Cinema de Vitória começou na terça-feira (12) e segue até sexta-feira (15). A próxima atividade, nesta quinta-feira (14), é o bate-papo com Paulo Betti e Rafael Romão, respectivamente o diretor e o roteirista de “A Fera na Selva” (FIC, SP).

 

Paulo Betti e Eliane Giardini em cena de “A Fera na Selva”, que leva para as telas novela de Henry James | Foto: Divulgação

Eles conversam com o público às 9h30, no Hotel Senac Ilha do Boi. Na pauta do encontro, o longa que adapta para a grande tela uma novela do escritor norte-americano Henry James.

 

O filme, que também conta com Eliane Giardini e Lauro Escorel na direção, marca o retorno de Betti ao texto que lhe conferiu o Prêmio Shell no início dos anos 1990, quando encenou a peça.

 

Na trama, escrita originalmente no início do século XX, temos a história de um homem que vive na esperança de presenciar, e algum momento de sua vida, algum acontecimento extraordinário – sem enxergar as pequenas maravilhas de cada dia no seu cotidiano.

 

Leila Bourdoukan, gerente executiva do Cinema do Brasil | Foto: Divulgação

Já na sexta-feira (15), é a vez do Café com Cinema do Brasil, que debate a entrada de filmes nacionais no mercado estrangeiro. Com o objetivo de debater caminhos e estratégias, a produtora cultural Leila Bourdoukan estará nesta sexta-feira (15), às 11h, no Hotel Senac Ilha do Boi.

 

Também jornalista, Leila Bourdoukan é gerente executiva da Cinema do Brasil (CdB), programa que busca aumentar a participação da indústria cinematográfica nacional no mercado externo, fornecendo incentivo para coproduções, distribuição e troca de filmes com vários países. O programa promove a imagem do Brasil no exterior e incentiva a criação de novas oportunidades na indústria cinematográfica.

 

Uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o 24º Festival de Cinema de Vitória conta com o patrocínio do Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, e da Petrobras, com o apoio institucional da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo, da Cesan, da Secretaria de Cultura da Universidade Federal do Espírito Santo, do Banestes e do Canal Brasil, e com o apoio da Rede Gazeta, da Prefeitura de Vitória, ArcelorMittal, da Academia Internacional de Cinema, da CiaRio, da Mistika e da Link Digital.