O 24º Festival de Cinema de Vitória tem mais novidades. Depois de lançar as oficinas de Animação 2D e Crítica Cinematográfica, a partir desta segunda-feira, dia 7 de agosto, é a vez da abertura de inscrições para os cursos de Cinema e Vídeo, com o cineasta Luiz Carlos Lacerda, e de Preparação de Atores – Um Tiro no Escuro, com o ator e diretor Jefferson Almeida, pela primeira vez nesses moldes na programação do festival, que acontece entre os dias 11 e 16 de setembro, no Teatro Carlos Gomes.

 

Os interessados têm até o dia 18 de agosto para se inscrever nesses dois novos cursos, que serão realizados na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). As inscrições serão recebidas pelo e-mail oficinas@ibcavix.org.br, limitadas a pessoas acima de 16 anos. A mensagem deve conter nome, idade, cidade, telefone e escolaridade.

 

Os participantes selecionados serão comunicados da aprovação via e-mail. Para efetivar a inscrição, deverão doar um pacote de fraldas (tamanho M ou G) na sede da Galpão Produções, na Rua Professora Maria Cândida da Silva, 115, Bairro República, Vitória, de segunda a sexta , das 11h às 15h. Todo o material arrecadado será doado para o Hospital Infantil de Vitória.

 

O prazo para as inscrições nas oficinas de Animação 2D, com o cineasta Otto Guerra, e de Crítica Cinematográfica, com o pesquisador e jornalista cultural André Dib, termina antes, no dia 11 de agosto. No caso do curso de crítica, é preciso enviar, anexado ao e-mail de inscrição, um texto de até 2.500 caracteres sobre um filme da sua escolha (curta ou longa, ficção ou documentário).

 

Atuação

 

Bacharel em Teoria do Teatro pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), diretor e ator de teatro, Jefferson Almeida inaugura a Oficina de Preparação de Atores – Um Tiro no Escuro. Com 20 vagas, o curso será realizado nos dias 12, 13 e 14 de setembro, das 14h às 18h. A oficina tem o objetivo de experimentar um procedimento de disposição dos participantes de um processo criativo, considerando a sala de criação como um campo de batalha em que, a partir das provocações que recebem, possam elaborar uma cena ou um personagem.

 

Jefferson Almeida tem diversos trabalhos na TV e no teatro no currículo. Nos palcos, alguns dos destaques são os espetáculos “Flicts” (2004), “Navalha na Carne” (2006), “Ópera do Malandro” (2014), “Bilac vê Estrelas” e “Contra o Vento – Um Musicaos” (2015). Como diretor, assinou montagens de importantes textos, a exemplo de “Mar Morto” (2007), “Esperando Godot” (2008) e “O Despertar da Primavera” (2012) e quase uma dezena de espetáculos infantis, como “Os Saltimbancos.
Jefferson está à frente da Definitiva Cia. de Teatro desde a sua fundação, onde dirigiu e atuou nos espetáculos premiados como “Calabar – O Elogio da Traição” (2008), “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (2011) e “A Hora da Estrela” (2017). Na TV, esteve no elenco das novelas “Malhação” (2012), “Em Família” (2014) e “Velho Chico” (2016), da Rede Globo. Em 2011, lançou pela Multifoco Editora o livro “Notações Sobre o Tempo ou Três Pequenas Respirações Sobre o Mesmo Tema”, onde reúne três textos curtos para teatro.

 

Realização em Cinema e Vídeo

 

Sucesso na programação do Festival de Cinema de Vitória, a Oficina de Realização em Cinema e Vídeo volta à grade deste ano, entre os dias 11 a 15 de setembro, das 10h às 13h e das 14h às 18h. Com 20 vagas, o curso tem o objetivo de instrumentalizar os participantes, técnica e artisticamente, para a realização de um filme de ficção com até 15 minutos.

 

Em aulas práticas e teóricas, os alunos vão vivenciar as diferentes funções desse processo, nos moldes de uma equipe profissional. Serão postas em prática noções básicas de dramaturgia cinematográfica, construção do personagem, linguagem e nomenclatura dos planos e movimentos de câmera, utilização das lentes na construção da narrativa, elaboração, exercícios e análise técnica do roteiro e plano de produção.

 

Luiz Carlos Lacerda é cineasta e realizou mais de 30 documentários sobre personalidades da cultura brasileira, entre elas Cecília Meireles, João da Baiana, Maria Della Costa, Vianinha e Barão de Itararé, além de longas como “Mãos vazias” (1970), “O Princípio do Prazer” (1978), “Leila Diniz” (1988), “Viva Sapato!” (2004), “Casa 9” (2011), “A Mulher de Longe” ( 2012), “Introdução à Música do Sangue” (2015) e “O Que Seria Deste Mundo sem Paixão” (2016). Junto com Buza Ferraz, codirigiu “For All – O Trampolim da Vitória” (1997). Dirigiu as séries de TV “Retratos Brasileiros” (2010), “Notícias de Lá” (2012), “Interior/Dia” (2013) e “Enciclopédia do Samba” (2014).

 

Foi professor do Curso de Cinema da Universidade Estácio de Sá (1999 a 2005), da Escola de Cinema de Cuba (1992/1993), do Nós do Morro (2007) e do Polo do Pensamento Contemporâneo (2009). Também foi produtor de novelas da TV Globo. Atuou, por meio de sua arte, em importantes transformações políticas dos últimos 50 anos, questionando as injustiças sociais e engajando-se explicitamente na luta por um país mais democrático.

SERVIÇO:

 

Oficina de Preparação de Atores – Um Tiro no Escuro, com Jefferson Almeida
Dias: de 12 a 14 de setembro
Horário: das 14h às 18h
Vagas: 20
Término das inscrições: 18 de agosto

Oficina de Cinema e Vídeo, com Luiz Carlos Lacerda
Dias: de 11 a 15 de setembro
Horário: das 10h às 13h e das 14h às 18h
Vagas: 20
Término das inscrições: 18 de agosto